terça-feira, 21 de junho de 2011

Advogados do RJ e o uso do terno no verão.

Nem só de assuntos extremamente sérios e complexos vive nossa Justiça. Exemplo disso é o julgamento que consta na pauta de hoje do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).



O Conselho decide hoje (21/06) se os advogados do Rio de Janeiro podem dispensar o uso do terno e gravata no verão, quando a temperatura ultrapassa os 40 graus. A OAB já havia liberado o uso da indumentária, mas um dos conselheiros do CNJ decidiu que não cabia à Ordem tal deliberação, e sim ao próprio Conselho.




A sustentação oral de hoje em defesa do interesse dos advogados ficará a cargo do Presidente da OAB/RJ Wadih Damous, que enfatizará o desconforto causado pelas vestes citadas e a necessidade de se formalizar tal dispensa, ao menos no verão.



Calor por calor, nós advogados de Goiânia também sofremos com temperaturas escaldantes em certos períodos do ano.
Se a moda dos “sem-terno” pegar, pode chegar por aqui logo, logo.







Thiago Pena




Um comentário:

  1. Boa tarde

    Um Salmo, sem motivo especifico por ter deixado no seu blogger, mas especifico para que leia, simplesmente pela leitura das Escrituras de Deus, que sempre fala ao nosso SER.



    SALMO 1
    1 BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
    2 Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
    3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
    4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
    5 Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
    6 Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.


    Abraços

    ResponderExcluir